CAMPANHA

Maternidade do Satélite promove campanha para doação de leite materno

A doadora deve ser saudável, não usar medicamentos e se dispor a ordenhar e a doar o excedente

01/03/2018 | 08:59 Imprimir Enviar por email
Maternidade do Satélite promove campanha para doação de leite materno

A maternidade do Hospital do Satélite está promovendo uma campanha de doação de leite humano, que é usado na alimentação de recém-nascidos prematuros de baixo peso. Qualquer mãe saudável com leite suficiente pode se tornar doadora, basta se cadastrar no posto de coleta do Hospital.

O posto de coleta de leite da Maternidade do Satélite funciona de segunda a sexta, das 7h às 17h. Para garantir sua qualidade, as doadoras devem seguir os critérios da legislação que regulamenta o funcionamento dos bancos de leite no Brasil (RDC Nº171). “A doadora deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente”, explica a diretora Luciana Silveira. “Ao se cadastrar, a gente faz a entrevista de rotina, o treinamento de como é que esse leite vai ser retirado e armazenado, e entregamos um kit para que ela faça a coleta em casa”, conta a diretora.

Na casa da doadora, ele deve ser armazenado no congelador, em um frasco fornecido pelo hospital e com uma etiqueta onde ela vai registrar a data da coleta e outras informações básicas. Chegando o frasco a uma quantidade adequada, a mãe entra em contato com o hospital e um motoboy vai buscar o material, além de entregar frascos novos.

O leite recolhido é encaminhado para a maternidade Evangelina Rosa, onde ele é pasteurizado – processo em que o leite é submetido a uma temperatura de 62,5 graus por 30 minutos, para que se eliminem os micróbios não desejados. Depois são feitos testes e controle de qualidade. Uma vez estando apto para consumo, o leite é congelado para ser distribuído para os bebês que necessitam de leite, com prioridade aos prematuros (bebês abaixo de 2500g independente da idade gestacional). O leite pasteurizado congelado tem validade de até seis meses.

A Maternidade do Satélite pede às mães em condições que façam a doação, gesto simples que pode salvar a vida de milhares de crianças prematuras no Brasil. Um pote de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. “Dependendo do peso do pré-maturo, 1ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez em que ele for alimentado”, afirma Luciana Silveira.

O leite materno é essencial para os recém-nascidos porque alimenta e protege contra diarreia, infecções respiratórias, diabetes e alergias. Ele deve ser o alimento exclusivo dos bebês até os seis meses de idade, e deve ser mantido até os dois anos.

 
Tags: fms

Adicionar Comentário